O QUE EU GANHO?

Conheça as vantagens e os benefícios de ser filiado ao SindJor-MS

MURAL DE EMPREGOS

Está em busca de oportunidade? Quer ser encontrado pelo empregador? Confira o nosso mural

DESCONTO EM FOLHA

É a forma mais prática de contribuir com o SindJor-MS. Saiba como

TABELA DE VALORES 2017

O SindJor-MS sugere valores que podem basear acordos entre empresas e trabalhadores

DIRETORIA

Veja quem são os membros da direção do sindicato para o triênio 2013-2016

quarta-feira, 13 de março de 2019

Sindjor-MS mobiliza jornalistas do governo de MS para discutir proposta de extensão de jornada de trabalho


Governo quer estender jornadas diárias para 8h, o que fere dispositivos legais

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) formará ainda nesta semana uma comissão com jornalistas que trabalham no governo do Estado, a fim de discutir, junto à assessoria jurídica da entidade, os limites legais da proposta do governo do Estado, que quer aumentar a carga horária dos servidores estaduais.

Além do artigo 303 da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), que determina-se jornada de 5h diárias para jornalista, a aplicação da mesma carga horária para jornalistas do serviço público também é pacificada por decisão do Tribunal Regional Federal da 3ª Região, que em 2017 reconheceu à categoria do funcionalismo público a aplicação de jornada de trabalho de 25 (vinte e cinco) horas semanais, conforme previsto no Decreto-Lei nº 972/69.

Além disso, é do conhecimento da entidade a existência de legislação estadual que trata da aplicação da supracitada carga horária, cujo vigor segue sob investigação da assessoria jurídica do Sindjor-MS.

Para o sindicato, a extensão da carga horária dos jornalistas do serviço público estadual ademais do que é permitido em lei até mesmo para celetistas, além de um retrocesso, é considerada precarização institucional de uma profissão fundamental para o setor público.

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2019

NOTA EM SOLIDARIEDADE À JORNALISTA LIZIANE BERROCAL



O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul - SINDJOR-MS, solidariza-se à jornalista Liziane Berrocal, do jornal o Estado de Mato Grosso do Sul, que afirma ter sido constrangida pelo secretário municipal de Governo e Relações Institucionais da Prefeitura de Campo Grande, Antônio Lacerda, durante o exercício de sua profissão.

A jornalista relata ter sido chamada para colher um depoimento do ex-dirigente do PSD (Partido Social Democrático), atual secretário de governo da Prefeitura, cujo encontro teria sido marcado no Paço Municipal.

Ao chegar ao local, acompanhada de seu editor, a jornalista teria sido interpelada e intimidada por três advogados e mais um assessor de imprensa da Prefeitura, que teriam, inclusive, impedido a saída da profissional do recinto.

O SINDJOR-MS reitera que qualquer tipo de constrangimento, cerceamento de liberdade, coação ou intimidação contra profissionais de jornalismo em pleno exercício da profissão é veementemente repudiado por este sindicato.

Diante disto, a entidade reforça solidariedade à colega ofendida e cobra posicionamento da direção do partido quanto ao fato relatado.


Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul
Gestão Ocupa SINDJOR-MS

quinta-feira, 6 de dezembro de 2018

Sindjor-MS notifica jornal O Estado MS por irregularidades nos salários

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS) notificou na tarde desta quinta-feira (6), a diretoria do Jornal O Estado MS, quanto as denúncias por atraso no pagamento da primeira parcela do 13 salário, que deveria ter sido paga até dia 30 de novembro de 2018. 

Outro ponto questionado é sobre a regularidade dos salários e adiantamentos (vales), pois, há informações, que estariam atrasados.  A falta de depósitos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço  (FGTS) de ex-trabalhadores do jornal também está na pauta de esclarecimentos solicitados para a diretoria do jornal. 


Por meio da notificação extra-judicial, o Sindjor-MS, aguardará uma resposta no prazo de 24 hs para realizar os encaminhamentos cabíveis para solucionar os problemas. 

sexta-feira, 23 de novembro de 2018

EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ASSEMBLEIA ACORDO COLETIVO REDE RECORD MS

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (Sindjor-MS), com endereço na Rua Do Matoso, 113, Bairro Monte Líbano, Campo Grande – MS, vem convocar os (as) jornalistas  empregados (as) na empresa REDE RECORD MS para ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA que realizar-se-á no dia 24 de novembro l de 2018, às 9h30 (primeira chamada) e às 10h00 (segunda chamada), na sede do Sindjor-MS. A assembleia deliberará:

Análise e discussão da proposta ser apresentada para a empresa; Autorização ao sindicato para instaurar negociação coletiva de trabalho com a direção da empresa Rede Record MS, firmar Acordo Coletivo de Trabalho, instaurar dissídio coletivo no caso de insucesso nas negociações, bem como representar a categoria como substituto processual perante o judiciário de primeira e segunda instâncias e demais assuntos pertinentes.

Campo Grande, MS, 23 de novembro de 2018.

Marta Ferreira

Presidenta do Sindjor-MS

 

ONDE ESTAMOS

QUEM SOMOS

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais de Mato Grosso do Sul (SindJor-MS) é uma entidade representativa da categoria em âmbito estadual, com exceção de 25 cidades localizadas na região Sul do estado, sob domínio do Sindicato dos Jornalistas Profissionais da Grande Dourados (Sinjorgran). O SindJor-MS está registrado sob o CNPJ nº 15.570.575 0001/17

Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8h às 14h.
Telefone de contato: (67) 3325-5811
EXCEPCIONALMENTE estamos atendendo apenas pelo email sindicatojorms@gmail.com.

ÁREA DE ATUAÇÃO